• PRÓXIMO JOGO
    2020-03-15
  • SC VIANENSE
  • vs
  • Âncora Praia FC

Miguel Mota: “É mais do que justa e merecida a vitória do Vianense”

Miguel Mota: “É mais do que justa e merecida a vitória do Vianense”

Miguel Mota: “É mais do que justa e merecida a vitória do Vianense”

O Sport Clube Vianense deslocou-se este fim de semana ao terreno do GD Monção para discutir a 17ª jornada do campeonato. O encontro terminou com a vitória Vianense por 2-0, desfecho que Miguel Mota considerou justo.  

“Já sabíamos que ia ser um jogo difícil. Preparamo-nos para ele e acho que acabamos por ser uns justos vencedores pelo que fizemos ao longo dos 90 minutos. Acho que é mais do que justa e merecida a vitória do Vianense.” 

Os golos da vitória surgiram aos 49 minutos, por Elivelton, e já no tempo de compensação por intermédio de Nuno Rêgo. No entanto, para o treinador, o resultado deveria ter sido mais dilatado.  

“Não conseguimos fazer o golo, mas poderíamos e deveríamos ter ido para intervalo a vencer por um ou dois golos. Acabou por não acontecer, mas na segunda parte entramos com esse mesmo foco e acabamos por fazer dois golos. Apesar da grande entrega e do grande desempenho que o Monção teve, acho que o resultado mais justo teria de ser superior face ao que aconteceu.” 

Oportunidades para criar perigo junto da baliza adversária não faltaram, mas para o técnico ainda é preciso melhorar a capacidade de decisão no último terço. No entanto, Miguel Mota deixa bem claro que o Vianense sabe o que faz.  

“Nunca perdemos o equilíbrio, é um facto, mas isso já tem acontecido com alguma regularidade na equipa do Vianense. Temos sido uma equipa estável, que quando tem bola sabe o que quer fazer, sabe como atacar a baliza adversária e tem uma ideia bem clara e definida.” 

 

Ruca Sobral: “Vou dar sempre tudo por este clube 

Ruca Sobral, que tem sido aposta de Miguel Mota, também se mostrou satisfeito com a vitória e, antes de analisar o encontro, quis agradecer o apoio dos Vianenses. 

“Queria agradecer aos nossos adeptos que se deslocaram de Viana do Castelo até Monção. Também uma palavra de agradecimento à direção por disponibilizar esta deslocação.” 

Para o jogador, o Monção entrou forte no jogo, mas a mudança de atitude do Vianense na segunda parte fez a diferença.  

“Apanhamos um Monção muito aguerrido, muito baixo nas suas linhas. Tentamos trocar bem a bola e começar de traz para a frente, mas enquanto estavam frescos conseguiram condicionar-nos. Ao intervalo dissemos que tínhamos de entrar mais aguerridos, para dar tudo, e foi mesmo assim que entramos.” 

A chuva que se fez sentir ao longo da semana fez com que o relvado se tornasse uma condicionante no encontro de hoje, contudo não foi impedimento para um bom espetáculo.  

“Havia alguns espaços em que realmente a relva não tinha condições para trocar a bola e outros em que havia. Não é fácil manter, com o tempo que esteve esta semana, um bom relvado. Mas também quero dar essa palavra de parabéns à direção do Monção por conseguir manter um relvado praticável e acho que foi um bom jogo de futebol.” 

Já com muitos anos ao serviço do emblema centenário azul e branco, o jovem garantiu que irá “dar sempre tudo por este clube” e desejou uma união cada vez mais forte entre o clube e os Vianenses.

“Quem fala mal deste clube não sabe o que diz. (…) É um grande clube, que merece muito respeito, e espero que daqui para a frente o Vianense seja muito mais respeitado e sejam todos a puxar para o mesmo lado. É isso que peço.” 


Na próxima semana, recebemos o CCD Ancorense para mais um duelo em que todo o apoio será fundamental!