• PRÓXIMO JOGO
    2020-02-02
  • GD Monção
  • vs
  • SC VIANENSE

Miguel Mota: “Penso que o resultado é escasso”

Miguel Mota: “Penso que o resultado é escasso”

Miguel Mota: “Penso que o resultado é escasso”

À 11ª jornada o Sport Clube Vianense recebeu e venceu a AD Ponte da Barca pela margem mínima. O golo chegou apenas no tempo de compensação, mas para o técnico Miguel Mota, a vitória foi justa, embora escassa.  

“Acho que foi um jogo em que merecemos inteiramente a vitória. Mais um em que dominamos completamente, do início ao fim. Acabamos por ganhar bem mas, pelo domínio que tivemos, penso que o resultado é escasso.”  

Para o treinador, a equipa teve uma das melhores prestações da época e o adversário só não fez mais por mérito do Vianense.  

“Acho que hoje jogamos muito bem. É, se calhar, um dos jogos mais bem conseguidos da nossa equipa. Houve boa dinâmica ofensiva, boa circulação de bola, rapidez, boa reação à perda de bola. Praticamente não demos hipóteses ao Ponte da Barca que tem qualidade, gosta de jogar, e não o conseguiu fazer muito por mérito nosso.” 

O resultado poderia ter sido mais dilatado, contudo faltou eficácia na hora da concretização, aspeto que o técnico considera não manchar a exibição conseguida.  

Efetivamente faltou mais qualidade na decisão de finalização. Aí não conseguimos ser eficazes. Ainda assim, penso que fizemos tudo bem. Só posso estar contente com aquilo que a nossa equipa hoje fez. 

A capacidade de remate de Blanco, que entrou já na segunda parte, foi a arma secreta para garantir três pontos importantes.  

“O Blanco tem muita qualidade de remate de meia distância e nós percebemos que o Ponte da Barca estava muito fechado. Tínhamos de tentar com outras armas e foi isso que fizemos. Acabamos por ser felizes, porque o jogador fez bem aquilo que tinha de fazer.” 

Mais do que satisfeito com a vitória, o técnico azul e branco mostrou-se contente com o trabalho e empenho dos jogadores.  

“Eles têm trabalhado bem. Têm feito aquilo que pedimos. Isso ficou espelhado no momento do nosso golo, em que todos ficaram muito felizes. É um sentimento de pertença que diz bem aquilo que se passa no Vianense.”  

No próximo fim de semana, a viagem é curta até casa do Cardielense, mas o objetivo mantém-se.  

Os nossos jogos são todos difíceis. Vamos prepará-lo da melhor forma e vamos a Cardielos para ganhar, como é lógico.