• PRÓXIMO JOGO
    2019-12-15
  • SU Cardielense
  • vs
  • SC VIANENSE

Nuno Silva: “Não posso atirar já a toalha ao chão”

Nuno Silva: “Não posso atirar já a toalha ao chão”

Nuno Silva: “Não posso atirar já a toalha ao chão”

O jogo grande da 25ª jornada terminou com a vitória do CD Cerveira por 1-0. O SC Vianense soma, assim, a terceira derrota consecutiva e vê o primeiro lugar ficar ainda mais longe. Nuno Silva, que assumiu o lugar do castigado José Pequeno, fez a análise da partida.

“Como era de prever, foi um jogo equilibrado entre duas grandes equipas, com executantes muito bons de parte a parte. Foi uma primeira parte equilibrada. Penso que conseguimos anular os pontos fortes do Cerveira e, se criaram algum perigo, foi apenas num ou outro lance, mas de situações de segunda bola e não no que eles eram fortes.”

Depois do intervalo, o Vianense entrou em campo ainda com mais vontade de vencer, mas apesar da superioridade não conseguiu inaugurar o marcador e viu o adversário chegar à vantagem em cima dos 90 minutos.

“Na segunda parte, fomos melhores, mas tendo em conta que na primeira parte estávamos a jogar contra o primeiro classificado, na casa deles, e sabíamos o quão fortes eram nas transições, não podíamos partir o jogo logo na primeira parte. Tínhamos como estratégia ser mais equilibrados e depois sim, poder ir para cima deles e tentar um resultado mais positivo que eram os três pontos, que era o que queríamos.”

Com este resultado o Cerveira aumenta a vantagem e acomoda-se no primeiro lugar. Contudo, faltam ainda cinco jornadas e baixar os braços não é opção.

“Não posso dizer que está fora (da luta pelo título) porque ainda há 15 pontos em disputa. Estamos realmente longe, estamos a nove do primeiro classificado, e claro que fica muito mais difícil a partir de hoje, mas não posso atirar já a toalha ao chão, porque matematicamente ainda é possível e é nessa esperança que nos vamos agarrar e trabalhar até ao fim para vencer cada jogo que nos falta.”

No próximo domingo recebemos a ACR Arcozelo e queremos, mais do que nunca, regressar às vitórias diante dos nossos sócios e simpatizantes que têm sido incansáveis!