• PRÓXIMO JOGO
    2019-09-15
  • UD Lanheses
  • vs
  • SC VIANENSE

Nuno Silva: “Viram duas equipas que privilegiaram o futebol”

Nuno Silva: “Viram duas equipas que privilegiaram o futebol”

Nuno Silva: “Viram duas equipas que privilegiaram o futebol”

O campeonato regressou e o Sport Clube Vianense foi ao terreno do GD Monção vencer por 4-2. Em declarações à comunicação social, Nuno Silva considerou a vitória justa, num encontro em que se “privilegiou o futebol”.

Com apenas doze minutos de jogo disputados, os residentes colocaram-se em vantagem, mas a reviravolta no marcador chegou ainda antes do intervalo, com golos de Elson e Fábio Sequeira.

“Foi uma primeira parte equilibrada. O Monção marcou cedo, mas a equipa reagiu bem. Não baixou os braços, continuou a circular a bola, a ter uma boa posse e a criar várias oportunidades. Chegamos ao intervalo com vantagem, eventualmente escassa, mas aceitável.”

Nos últimos 45 minutos da partida, o Vianense aumentou a vantagem por intermédio de Cris e Diogo Correia, contudo o Monção ainda reduziu e fixou o resultado final. A vontade de vencer foi visível em ambos os lados e, para Nuno Silva, quem beneficiou foi o público.

“Na segunda parte, domínio completo da nossa equipa. Uma exibição conseguida, penso que quem cá esteve presente hoje viu muito bem entregue o dinheiro que pagou pelo bilhete porque viram duas equipas que quiseram realmente jogar e duas equipas que privilegiaram o futebol e isso é importante.”

O calor que se fez sentir refletiu-se num relvado seco e o jogo tornou-se mais lento do que o pretendido. No entanto, o treinador preparou os jogadores para esta realidade e pediu “que não abdicassem de jogar, que não abdicassem de ter posse”. Algo que foi conseguido na perfeição, “com uma boa vitória fora de casa”.  São já 61 golos marcados, 14 nas duas últimas partidas. Uma evidente melhoria no ataque, que Nuno Silva justifica:

“Não podemos esquecer que nos últimos três jogos, antes de eu ter iniciado como técnico principal da equipa, tivemos uma exibição mal conseguida e um resultado negativo em Lanheses e depois foram duas exibições que não vale a pena voltar a falar, diante do Arcos e do Cerveira. Acredito que a pressão e a obrigação de vencer esses jogos tenham também condicionado a qualidade do jogo da equipa. Neste momento está mais solta, infelizmente por esses motivos, e a qualidade tem vindo ao de cima. É um futebol ofensivo, acho que já o tínhamos, se calhar com mais posse neste momento. Os jogadores vão de encontro a isso, assimilam bem as ideias, têm gostado e trabalhado e o resultado tem aparecido ao domingo.”

Já longe do primeiro lugar, o líder do balneário vianense assumiu que o objetivo teve de ser redefinido e que o importante agora é pensar jogo a jogo.

“Acho que temos de ir passo a passo e foi isso que pedi aos jogadores. Não podemos almejar o segundo lugar se ainda não conseguimos o terceiro. Não sei os resultados de hoje, mas acho que a nossa equipa, colocada em quarto classificado, tem como objetivo principal chegar ao terceiro e depois disso chegar ao segundo, sim. É um objetivo, não negamos, foi redefinido, não era este o objetivo inicial da equipa, mas tudo vamos fazer para conseguir alcançar esse lugar na tabela classificativa”.

O próximo passo é, então, já no próximo domingo frente ao Ponte da Barca, no Dr. José de Matos onde contamos com o apoio de todos os Vianenses!