José Pequeno: “Vamos acreditar até ao fim e colocar pressão ao nosso adversário”

José Pequeno: “Vamos acreditar até ao fim e colocar pressão ao nosso adversário”

José Pequeno: “Vamos acreditar até ao fim e colocar pressão ao nosso adversário”

Na visita desta tarde à Correlhã, o SC Vianense venceu a equipa da casa por 2-0. No final do encontro, José Pequeno analisou a partida que permitiu à equipa manter-se na luta pelo primeiro lugar.

Num jogo com duas partes muito distintas, os golos acabaram por surgir nos primeiros 45 minutos, de bola parada.

“Penso que estivemos muito bem na primeira parte. Não criamos grandes oportunidades, mas estivemos por cima do jogo e, felizmente, conseguimos marcar numa das situações do futebol: de bola parada. Fizemos dois golos de bola parada e saímos para o intervalo com uma vantagem que penso que foi justa, apesar de em jogo corrido não termos tido grandes oportunidades.”

Na segunda metade do jogo, a equipa de José Pequeno foi obrigada a jogar à defesa, contra uma Correlhã muito pressionante.

“A segunda parte foi completamente diferente. Houve domínio total da equipa da Correlhã, o que nos obrigou a defender muito, a sacrificar, a jogar muito colectivamente a nível táctico e acabamos por ser premiados por isso.”

A apenas quatro jornadas do final do campeonato, o Vianense mantém-se a um ponto do líder continuando na luta pelo principal objetivo.

“São três pontos muito importantes contra um adversário tradicionalmente muito difícil no seu terreno e que valorizaram muito a nossa vitória. Os jogadores estão de parabéns, demonstraram mais uma vez o quanto querem ser felizes no Sport Clube Vianense e continuamos na luta. Não dependemos de nós, mas continuamos na luta. Este domingo passamos um adversário extremamente difícil e é menos uma etapa agora.”

No próximo domingo a equipa regressa ao Dr. José de Matos, frente ao Ponte da Barca, onde espera encontrar o apoio dos Vianenses.

“Jogar em casa é sempre melhor. Hoje sentimos muitas dificuldades com o piso. Agora vamos voltar à nossa relva, aos nossos adeptos, sócios e simpatizantes e esperamos, com o apoio deles, somar mais três pontos, nesta reta final, onde todos os pontos são importantíssimos e não podemos, nem queremos, ser nós a falhar. Vamos acreditar até ao fim e colocar pressão ao nosso adversário.”