• PRÓXIMO JOGO
    2020-09-26
  • FC Amares
  • vs
  • SC VIANENSE

Miguel Mota: “Foi um jogo extremamente difícil”

Miguel Mota: “Foi um jogo extremamente difícil”

Miguel Mota: “Foi um jogo extremamente difícil”

O Sport Clube Vianense iniciou a segunda volta do Campeonato Distrital da AFVC com uma vitória difícil, por 2-1, diante do UD Lanheses, no Estádio Dr. José de Matos.  

Com o adversário a inaugurar o marcador pouco depois da meia hora de jogo, o Vianense viu o caminho para a vitória complicar-se cedo.  

“Foi um jogo extremamente difícil. O Lanheses criou-nos bastantes dificuldades. Têm uma equipa com qualidade e já sabíamos que isso iria acontecer. Tentamos contrariar, mas sofremos o golo ainda na primeira parte, o que acabou por nos dificultar ainda mais.” 

O golo do empate chegou ainda antes do intervalo, o que para o técnico só aconteceu, pois os jogadores souberam dar continuidade ao plano traçado inicialmente.  

“A equipa conseguiu responder bem. Conseguiu estar sempre equilibrada e não entrar em desespero. Mas como sempre disse aos jogadores: nós trabalhamos, temos uma ideia, uma proposta de treino, uma proposta de jogo e, independentemente do que aconteça, é isso que temos de pôr em prática. Foi o que eles acabaram por fazer”.  

Na segunda metade do encontro, Miguel Mota apostou no ataque com as entradas de Diogo Correia e Lucas Silva, que viria a fixar o resultado final.  

“São jogadores com características diferentes, que podiam trazer coisas diferentes ao jogo e foi isso que aconteceu. O Diogo Correia é um jogador de velocidade, que remata bem e queríamos tentar tirar proveito disso. A entrada do Lucas foi também para pôr uma companhia perto do Elivelton, porque já sabíamos que iríamos ter mais cruzamentos, mais caudal ofensivo e meter dois homens na área seria mais importante e, assim, poderíamos ser mais perigosos.” 

Para o treinador azul e branco, a vitória foi justa, contudo a equipa do Lanheses está também de parabéns.  

“Não posso deixar de dar os parabéns à equipa do Lanheses pelo comportamento que teve aqui. Criou-nos muitas dificuldades, mas acho que o Vianense acaba por ser um justo vencedor.” 

O campeonato regressa no dia 2 de fevereiro, altura em que temos agendada uma deslocação ao terreno do GD Monção. Miguel Mota não espera um duelo fácil, no entanto admite querer vencer. 

“A história diz-nos que esses jogos são sempre difíceis, mas vamos encará-lo para ganhar, com as nossas armas, porque queremos manter o primeiro lugar.”  

 

Lucas Silva: “Entrei para ajudar a equipa” 

No final do encontro, Lucas Silva, que saltou do banco para marcar o golo da vitória, mostrou-se satisfeito por ter conseguido ajudar a equipa.  

“Entrei para ajudar a equipa. Como fui eu a marcar poderia ter sido outra pessoa. Acho que o importante é o Vianense ganhar e continuar na luta para subir de divisão.” 

Apesar das dificuldades que o Vianense enfrentou ao longo dos 90 minutos, para o avançado o fator casa foi uma mais valia.  

“Jogaram de igual para igual. Vieram aqui tentar roubar pontos ao Vianense, mas em casa somos muito fortes e vamos continuar a ser até ao resto do ano.”