Miguel Mota: “Se o Vianense levasse os três pontos, não seria nada escandaloso”

Miguel Mota: “Se o Vianense levasse os três pontos, não seria nada escandaloso”

Miguel Mota: “Se o Vianense levasse os três pontos, não seria nada escandaloso”

Na visita ao terreno do SC Mirandela, o Sport Clube Vianense não conseguiu trazer os três pontos para casa, somando, assim, o segundo empate na Série A do Campeonato de Portugal (0-0).

Miguel Mota considerou o resultado justo, dado o equilíbrio entre as duas equipas ao longo do encontro. No entanto, para o técnico, as condições do relvado acabaram por prejudicar o jogo, e o guardião adversário fez a diferença nos momentos em que o Vianense foi superior.

“Era essa a nossa intenção quando nos deslocamos a Mirandela: continuar na senda das vitórias. Infelizmente não conseguimos. Estamos tristes, mas sabemos que defrontamos uma excelente equipa, muito bem orientada. Só que, efetivamente, as condições do campo também não permitiram fazer muito mais. Acho que, neste caso, quer o Vianense, quer o Mirandela acabaram por sair prejudicados.” – afirmou o treinador

“Penso que, de acordo com estas condições e circunstâncias, acabamos por proporcionar aqui um bom jogo, pena continuarmos sem público. Tendo em conta o que aconteceu na segunda parte, acho que estivemos um bocadinho por cima no jogo. Se olharmos para aí, penso que, se o Vianense levasse os três pontos, não seria nada escandaloso, fazia até alguma justiça. Mas o empate também acaba por ser um resultado justo por aquilo que aconteceu.” – concluiu.


Backar Baldé: “Merecíamos sair daqui com uma vitória”

Já Backar Baldé, que entrou perto do intervalo para o lugar de Diogo Gonçalves, acredita que o Vianense merecia ter levado os três pontos para casa.

“Acho que fizemos um grande jogo, num campo muito difícil, em péssimas condições. Dificultou o nosso estilo de jogo, mas acho que ficamos por cima e merecíamos sair daqui com uma vitória. A primeira parte foi equilibrada, mas acho que as oportunidades mais claras de golo foram do Vianense.” – defendeu o jogador.

Backar garantiu também que a equipa encara todos os adversários da mesma forma e vai continuar a trabalhar para alcançar bons resultados.

“Jogamos sempre olhos nos olhos. Infelizmente, no início não tivemos os resultados que queríamos, mas nos últimos jogos os bons resultados têm aparecido. Agora é continuar a trabalhar. Jogo a jogo, vamos chegar lá.”.


No próximo fim de semana, há dérbi no Estádio Dr. José de Matos. A receção ao CD Cerveira marca o regresso do SC Vianense a casa, e o objetivo é marcar também o regresso às vitórias. Quem o garante é Miguel Mota:

“Voltamos ao nosso estádio depois de tanto tempo sem lá podermos jogar e queremos regressar com uma vitória. É esse o nosso objetivo.”.