Nuno Silva: “Tivemos uma organização penso que a roçar o fantástico”

Nuno Silva: “Tivemos uma organização penso que a roçar o fantástico”

Nuno Silva: “Tivemos uma organização penso que a roçar o fantástico”

A 29ª jornada do campeonato terminou com a vitória do SC Vianense em casa do SC Valenciano, por 3-1. Este resultado permite-nos subir ao 3º lugar quando falta apenas disputar uma partida.

No rescaldo do encontro, Nuno Silva considerou o Vianense um justo vencedor, num jogo em que apesar de terem dado a posse de bola ao adversário, não lhes faltaram oportunidades para dilatar o marcador.

“Sabíamos que íamos enfrentar um adversário com boa qualidade de jogo, com muita posse de bola e tinha alertado os atletas principalmente para isso. (…) Demos a iniciativa ao Valenciano, tentamos evitar ao máximo o jogo entre as linhas, muito forte da parte deles e, assim que recuperássemos a bola, explorar os corredores, porque era um espaço vazio onde nós podíamos eventualmente causar mossa. Foi exatamente isso que aconteceu: o Valenciano a jogar, nós na expectativa, recuperamos duas bolas, lançamos nas laterais e daí surgiu o 1-0 e o 2-0. (…) Fomos para intervalo penso que a ganhar por uma margem escassa.”

Na segunda metade do encontro o técnico preparou a equipa para um Valenciano na máxima força e, apesar destes terem tido oportunidade de reduzir através de uma grande penalidade, que Beto acabou por defender, foi o Vianense quem ampliou a vantagem por intermédio de Cristiano.

“Sabíamos que o Valenciano ia apostar tudo. Tínhamos visto, em jogos anteriores, que partiam várias vezes o jogo na procura do resultado. Por vezes conseguiram, por vezes partiram ainda mais, e os meus atletas estavam preparados para isso. Sabiam que eventualmente poderiam jogar mais direto, à procura de um resultado que fosse mais favorável. Tivemos uma organização penso que a roçar o fantástico, porque conseguimos, ainda assim, criar muitas mais oportunidades.”

“Depois houve a expulsão, houve o penalti e conseguimos ainda fazer o 3-1. Tivemos oportunidade para dilatar, não o fizemos. Penso que foi um jogo equilibrado, domínio consentido, dado ao Valenciano da nossa parte, mas uma vitória que nos assenta bem, porque penso que fomos, num ponto geral, a melhor equipa e a equipa que mais criou oportunidades.”

Com esta vitória, o Sport Clube Vianense alcança o terceiro lugar. A um ponto da segunda posição, a equipa já não depende de si para garantir o lugar que dá acesso à Taça de Portugal.

“O Atlético dos Arcos tem um jogo que teoricamente lhe é favorável, no seu reduto. Sabemos que é difícil, mas, como eu tinha dito anteriormente, não valia a pena pensar no segundo lugar se não alcançássemos o terceiro. Conseguimo-lo hoje, mas ainda não acabou.”

O CD Cerveira sagrou-se esta tarde Campeão da 1ª Divisão Distrital da AFVC e o nosso treinador quis felicitar o adversário: “Quero endereçar uma palavra de Parabéns ao Cerveira, se ganharam foi porque fizeram mais pontos e porque num ponto geral acabaram por ser a melhor equipa no campeonato.”

Para a semana, contamos com a presença de todos os Vianenses para terminarmos a época juntos, em casa, frente à ADC Correlhã!